01.06.2018

Curso: Resolução de casos clínicos frequentes na consulta nefrológica


25.05.2018

Greve dos caminhoneiros já afeta serviços de nefrologia

Sem insumos, pacientes renais podem sofrer com a falta de tratamento

Com a situação da greve dos caminhoneiros indefinida no Brasil, as clínicas de diálise, que fazem o tratamento de terapia renal substitutiva – TRS e mantêm a vida de mais de 130 mil pacientes renais começam a serem afetadas. A falta da chegada de insumos e materias necessários para a realização dos tratamentos já coloca diversas clínicas de nefrologia mineiras em situação de alerta.

Uma clínica de Contagem, enviou comunicação a Sociedade Mineira de Nefrologia informando que os insumos para a realização de sessões de hemodiálise tem previsão de término na segunda-feira (28/05), no terceiro turno. Como saída, a clínica vai reduzir o fluxo de solução e o tempo de diálise até que exista uma possibilidade de resolução do problema.

Em Belo Horizonte, outro serviço, que atende atualmente 180 pacientes com doenças renais informou que seu estoque de materiais terá duração até terça-feira (29/05), no primeiro turno. Após esse período provavelmente não haverá mais como tratar os pacientes.

Em Governador Valadares, as clínicas já estão em alerta pois os insumos estão chegando ao fim e um caminhão carregado com capilares está parado em um dos bloqueios. No Vale do Aço o serviço que atende a mais de 420 pacientes têm estoque até a próxima terça-feira (29/05).

Compreendemos a seriedade do movimento, mas no momento estamos receosos com o impacto que ele pode gerar nos serviços de hemodiálise, pois o transporte é fundamental para a chegada de insumos e materiais para o tratamento dos pacientes”, alerta o presidente da Sociedade Mineira de Nefrologia, Daniel Calazans.

No caso das clínicas de diálise o problema não é apenas econômico, são várias vidas que estão em jogo. Pois para a realização de uma sessão de hemodiálise é preciso de vários materiais e a falta de um deles, por menor que seja, impede a realização do procedimento. Os pacientes renais crônicos dependem do tratamento para sobreviverem. O setor está em alerta máximo, devido a peculiaridade do serviço de diálise, a necessidade de continuidade do tratamento e a fragilidade dos pacientes.

A Secretaria de Estado de Saúde e o Ministério Público já foram notificados.

Foto: MOISES SILVA / O TEMPO


21.05.2018

XXIX Congresso Brasileiro de Nefrologia

Programe-se!

Entre os dias 19 e 22 de setembro acontece o XXIX Congresso Brasileiro de Nefrologia, no Rio de Janeiro.

O evento será realizado no Hotel Windsor Oceânico, que possui uma ampla área de eventos inaugurada recentemente e que fica em uma área de fácil acesso, logo no início da Barra da Tijuca.

O Congresso contará com grandes nomes da Nefrologia, já confirmados. Não fique de fora! Participe!

Confira a programação completa no link: nefro2018.com.br


05.05.2018

Jornada Integrada de Diálise:Novos horizontes da TRS no Brasil


27.04.2018

SMN representada em reunião da Agência Nacional de Saúde Suplementar

Na quinta-feira (26/04), o presidente da Sociedade Mineira de Nefrologia (SMN), Dr. Daniel Calazans, representou a instituição na reunião da Agência Nacional de Saúde Suplementar, no Rio de Janeiro. A reunião envolveu as sociedades de classe, operadoras de saúde, além de representantes da própria Agência Nacional de Saúde Suplementar. Um dos temas discutidos no evento foram os modelos remuneração do setor.


25.04.2018

Checklist de Distúrbio Mineral e Ósseo na Doença Renal Crônica

Prezados, boa tarde!

A DMAC informa que o checklist de Distúrbio Mineral e Ósseo na Doença Renal Crônica foi alterado e já está disponível no site da SES/MG. A modificação diz respeito aos exames necessários para solicitações do medicamento Cinacalcete. Além disso, o relatório circunstanciado emitido por nutricionista passou a ser exigido apenas para solicitações do medicamento Sevelâmer.

Informamos ainda que, em concordância com o exposto na Portaria GM/MS nº 1554/2013, o Laudo de Solicitação, Avaliação e Autorização de Medicamento(s) e a prescrição médica devem conter todos os medicamentos do CEAF que serão utilizados pelo paciente para o tratamento do Distúrbio Mineral e Ósseo na Doença Renal Crônica, elencados no PCDT (Portaria nº 801/2017).

Estamos à disposição para quaisquer esclarecimentos que se fizerem necessários.

Atenciosamente,

Diretoria de Medicamentos de Alto Custo
Superintendência de Assistência Farmacêutica
Secretaria de Estado de Saúde – (31) 3915-9845
Edifício Minas – 10º andar – Cidade Administrativa de Minas Gerais


12.04.2018

Sociedade Mineira de Nefrologia se reúne com Diretoria de Medicamentos de Alto Custo

Hoje (10/04), foi realizada reunião na Cidade Administrativa com a Diretoria de Medicamentos de Alto Custo (DMAC) e Sociedade Mineira de Nefrologia (SMN) para a discussão dos temas:

  • Alinhamento do protocolo federal com o estadual dos novos PCDTS.
  • Discussão dos planos de contigência para a falta de imunossupressores e outras medicações.
  • Alinhamento para a criação de canal de comunicação para divulgação dos novos formulários e processos.

A reunião foi produtiva e encerrada com a certeza de medidas serão tomadas para ajuste do protocolo estadual conforme PCDT e para resolver entraves nos fluxos de dispensação.

Foi discutida também, a possibilidade de disponibilização de informativos para minimizar indeferimento de processos.


10.04.2018

Realizada a I Jornada de Nefrologia do Vale do Aço e XXXIII Encontro Amicen

No último sábado, dia 07/04, foi realizada a I Jornada de Nefrologia do Vale do Aço e XXXIII Encontro Amicen. O evento teve a presença de 320 profissionais da área e estudantes. A organização do evento foi feita pelo Hospital Márcio Cunha – FSFX, com apoio da Sociedade Brasileira de Nefrologia (SBN), Sociedade Mineira de Nefrologia (SMN), Associação Mineira dos Centros de Nefrologia (Amicen) e Amvaco.

O coordenador do evento, Dr. Daniel Calazans, presidente da Sociedade Mineira de Nefrologia (SMN), abriu o evento com a palestra “Cenário da Nefrologia Mineira: perspectivas futuras”.

O presidente da Amicen, Dr. André Pimentel e da diretoria do Hospital Márcio Cunha, representada pelo Dr. Mauro Oscar marcaram presença.

No evento, que contou com 4 mesas de discussão, além de diversas palestras, foram discutidos diversos temas relacionados a nefrologia.

A presidente da Sociedade Brasileira de Nefrologia, Dra. Carmen Tzanno, abriu a mesa Nefrologia e Diálise com a palestra “Nefrogeriatria: Paradigmas e Atualidades”.  O Diretor Científico da SBN, Dr. Marcelo Mazza, Dr. Hugo Abensur e Dr.a Lilian Carmo fecharam a mesa.

Na mesa Transplante Renal estiveram importantes nomes da nefrologia Mineira como o Dr. Euler Lasmar, Dr. Carlos Calazans, Dr. Pedro Marcedo, Dr. Gustavo Ferreira, da Diretoria da ABTO e o Dr. Marcus Lasmar.

A aula Magna foi realizada pela Dra. Marilda Mazzali, chefe do Transplante renal da Unicamp.

A mesa de Doenças Raras contou com a presença do Diretor Científico da Sonesp, Dr. Osvaldo Merege, Chefe do Transplante do HC/UFMG, o Dr. Fernando Lucas e a médica assistente da Unicamp, Drad Lilian Palma.

Para fechar o evento, a mesa de Diabetes e Nefrologia, contou com a participação do Diretor Científico da Sociedade Mineira de Nefrologia, Drd José Neto, o vice presidente da Sociedade Brasileira de Diabetes, Drd Levimar Araujo e o vice presidente da ABCDT, Dr. Marcos Vieira.

Confira as fotos do evento, clique aqui.


05.04.2018

SMN presente em reunião de Defesa Profissional das Sociedades de Especialidades e Federadas

A Sociedade Mineira de Nefrologia, representada pelo Dr. Daniel Calazans (presidente) esteve presente na reunião de Defesa Profissional das Sociedades de Especialidades e Federadas, realizada em São Paulo, na sede da Associação Médica Brasileira.

Foram tratados assuntos como a discussão sobre grupos técnicos, formas de remuneração e subgrupos, assuntos relacionados ao CADE, entre outros.


27.03.2018

Tratamento para Hepatite C disponível no SUS

A Sociedade Mineira de Nefrologia gostaria de comunicar a todos os colegas do estado de Minas Gerais, que já está disponível pelo Sistema Único de Saúde um tratamento para Hepatite C que é seguro para nossos pacientes dialíticos e com uma taxa de cura que se aproxima de 99%. O medicamento é uma combinação de ombitasvir/veruprevir/ritonavir e dasabuvir, sua administração é via oral e a duração do tratamento varia de 12 a 24 semanas.

O encaminhamento dos pacientes pode ser realizado diretamente para os ambulatórios específicos abaixo:

Belo Horizonte – MG

Hospital das Clínicas da UFMG
Ambulatório de Hepatites Virais do Instituto Alfa de Gastroenterologia do Hospital das Clínicas da UFMG
Alameda Álvaro Celso, 117, 5º andar
Atendimento: segunda e terça-feira – 07h 

Juiz de Fora – MG

Hospital Universitário da Universidade Federal de Juiz de Fora (HU-CAS)
Centro de Referencia em Hepatologia UFJF
Av.  Eugenio do Nascimento s/n, Dom Orione
Fone: (32) 4009-5302     ou  E-mail: hepato.cas@gmail.com
Obs: Agendar pelo Telefone ou E-mail, com Gabriela.

Montes Claros – MG

CAETAN – Centro Ambulatorial de Especialidades Tancredo Neves
Av. Cula Mangabeira s/n, 2º Andar.
Tel 38.32248012 

Varginha – MG

Policlinica central.
Rua Santa Catarina, s/n, Bairro Bom Pastor. Varginha recebe pacientes para Tratamento de HCC, dos seguintes municípios: Cordislândia, Elói Mendes, Monsenhor Paulo, São Gonçalo do Sapucaí. Contato 3214-9981 de 8:00 as 11:00 de segunda à sexta.

 

Atenciosamente,

 

Dr. José de Resende Barros Neto
Diretor Científico SMN 

 

Dr. Daniel Costa Chalabi Calazans
Presidente SMN


© 2012 Copyright, todos os direitos reservados.
Sociedade Mineira de Nefrologia.
Design by Thiago Peixoto
Avenida João Pinheiro, 161 :: Centro
30130-183 :: Belo Horizonte/MG
T.(31) 3247-1616 :: cristina@ammgmail.org.br